sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

AGROVITIS - CASA DA RIBEIRA - FONTE DAS MOÇAS -

AGROVITIS
CASA DA RIBEIRA

Vamos conhecer um novo produtor de vinhos que fica situado na região da Estremadura, concretamente entre Arruda dos Vinhos e Sobral de Monte Agraço, perto de Dois Portos.
É uma região com uma grande extensão de vinhas e com uma das maiores produções de vinhos do país. O relevo, não muito acentuado, mas sempre presente, estabelece a separação com a região ribatejana, sendo o clima temperado, sem grandes amplitudes térmicas.

Voltando à CASA da RIBEIRA e a Sociedade AGROVITIS, situa-se na freguesia de Dois Portos, no centro da aldeia da Ribeira de Maria Afonso.
É uma Casa Agrícola com tradição na região, havendo documentos que relatam o sucesso dos seus vinhos da Ribeira de Maria Afonso, em Londres no ano de 1874.

A Casa da Ribeira apresenta na sua gama vinhos com uma relação qualidade/ preço muito apetecíveis para o mercado e para o consumidor.
Vinhos como Fonte das Moças branco e tinto, Casa da Ribeira – Touriga Nacional- e Foros são as imagens desta pequena empresa que tenta acima de tudo criar vinhos bons, agradáveis e com qualidade impar.
Para tal é importante a mestria e sabedoria do enólogo João Melicias, considerado no ano transacto o Enólogo do Ano. Apresenta um currículo vasto no mundo vinícola, tentando sempre fazer o melhor vinho em todas as casas agrícolas em que é responsável pelo vinho.

Os vinhos tintos 2003, apresentam aromas intensos a fruta vermelha madura, com ligeiro toque de madeira a enriquecer. Na boca frutado, acidulo quanto baste, notando-se a adstringência a dar estrutura ao conjunto, que finalizam com grande persistência.
Nos brancos, aromas frescos, frescos, com fruta citrina e algumas notas de fruta tropical. Na boca são vinhos refrescantes, acídulos, frutados e envolventes finalizando com uma certa suavidade e harmonia.

Porque não acompanha-los, os vinhos brancos com pratos de peixes de forno, carnes brancas grelhadas.
Nos tintos são necessárias iguarias estruturadas, como carré de borrego no forno, vitela estufada e outras confecções algo complexas.

O TERROIR - O QUE É? - QUAL A SUA IMPORTÂNCIA-

CONDIÇÕES PARA A PRODUÇÃO

Existe vários factores que incorrem para o sucesso de um bom vinho.
Os mais importantes dizem respeito às condições que se podem ter na vinha.
Um dos mais importantes é o terroir.

O que é o terroir?
É um conjunto de condições que fazem com que a produção de vinho seja conseguida para que se possa oferecer um bom vinho ao consumidor final.
Terroir é um conjunto de factores, tais como:
Exposição solar
Solo
Microfauna
Flora
Tipo de casta / tipo de clone
Tipo de produto a utilizar
Clima

Exposição solar
Tem a ver com o tipo de sol que apanha, isto é, se apanha sol de manhã ou à tarde, pois a intensidade do sol nestas duas situações são diferentes.

Microfauna/ Flora / Fauna
São parte integrante do espaço, do solo e da região onde se encontra as vinhas. Por vezes não se fazem estudos precisos e a utilização de produtos podem matar a microfauna e flora que se encontram presentes. Pode até se dar o caso em que o vinho pode ser diferente por estes factores. Estamos a falar de leveduras indígenas que caracterizam, como foi referido, o terroir.

Tipo de Casta / Tipo de Clone
Em Portugal existem diferentes tipos de castas e mesmo da mesma espécie por vezes existem diferenças nos clones.
Essas diferenças são fruto, por vezes do terroir e a maneira como se adaptam a esse mesmo terroir.
Existem castas que representam diferentes regiões e apresentam também vinhos diferentes apesar da casta ser a mesma.

Tipo de produto a utilizar
Os produtos que se podem utilizar na vinha para prevenir algumas doenças têm que ser estudados para que não degradem a videira nem alterem a sua característica.


Clima
Este é um dos principais factores para a vinha e um dos mais difíceis de prever, apesar de toda uma bateria de instrumentos que existem para prever o tempo.
Diverge de região para região, logo é importante para definir o terroir de cada região.


Em suma, para que possam compreender aprender melhor o que é o terroir, imaginem um jardim da frente de uma casa que tem condições para proporcionar o crescimento de algumas plantas e o quintal de trás tem outras condições, diferentes para o crescimento de outro tipo de plantas.
Pode ter a ver com o sub-solo, se o terreno seca depressa ou nem por isso. Pode ter a ver com a exposição solar que cada parte da casa tem.
Por isso TERROIR e um conjunto de características que nos ajuda a compreender cada vinho que nos chega á nossa garrafeira ou restaurante.
Basta, a nível dos vinhos portugueses, ter presente todas as regiões portuguesas a nível geográfico e cultural.

CONSTITUIÇÃO DO BAGO

CONSTITUIÇAO DO BAGO


Engaço

® Água
® Ácidos orgânicos – tartárico e málico –
® Tanino

Pele ou película ( fornece os constituintes agradáveis=aromas )

® Água
® Substâncias
® Substâncias ácidas – tartárico e málico –
® Tanino
® Matéria corante

Polpa

® Água
® Açucares fermentisciveis
® Matéria azotada e peptinas – constituinte natural da polpa
® Minerais
® Ácidos orgânicos
o Ácido tartárico
o Málico – acidez ligeira –
o Cítrico – ajuda a conservar o vinho –
o Láctico
® Minerais
o Clorídrico
® Sulfídrico
Grainha

o Taninos e óleos – sabor desagradável