quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Tapada dos Coelheiros Garrafeira 2005, Tinto

aspecto limpido, cor vermelha, lágrima presente

Aroma limpo, evoluido, frutos vermelhos compotados, figo, ameixa confitada, especiarias, madeira presente.

Sabor seco, acidez suave, alcool, frutado e especiado, taninos presentes, ainda com estrutura, encorpado, e final longo e robusto.

Copos: Cabernet Riedel ou Schott Bordeús

Iguarias: bife wellington, guisado de coelhol, magret de pato com batata doce frita aos cubos, veado grelhado com arroz de legumes

Bom vinho, pode beber ou guardar por mais uns anos...

Sem comentários: