segunda-feira, 13 de outubro de 2014

2010, EL NIDO, JUMILLA, ESPANHA VINHO TINTO

Aspecto opaco, cor densa, bastante concentrada, lágrima presente
Cor granada intenso,

Aroma limpo, jovem, intenso
Aromas jovens, primários, frutos vermelhos compotados, notas de fruta de bosque, cassis, amoras, ameixas, especiado evidente, pimenta preta, notas de cacau, madeira presente a enriquecer, dando notas de tosta e fumeiro. Intenso no nariz

Sabor rico, acidez suave, álcool presente, taninos presentes, irreverentes, sumarentos, frutado e especiado, encorpado, envolvente e final portentoso.
Grande vinho, cheio de "força", carnudo e muito persistente

Copo: Riedel Syrah ou Schott Diva

Iguarias: Perna de pato confitado com arroz de cogumelos, bife Wellington com batata doce frita, Feijoada Portuguesa

Grande Vinho!!!

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

2012, QUINTA VALE DE FORNOS "SYRAH", TEJO VINHO TINTO

Aspecto opaco, cor muito densa, lágrima presente

Aroma limpo, jovem, intenso
Aromas frutados, frutos do bosque, amoras, mirtilhos, notas especiadas, cacau e chocolate evidentes; madeira bem casada com a estrutura

Sabor seco, acidez, álcool, taninos presentes, elegantes, especiado, pimenta preta e cacau, encorpado e final persistente e apetecível.

Copo: Riedel Syrah ou Schott Diva Tinto

Iguarias: Bife grelhado com legumes assados no forno; Lombo de javali com arroz de cogumelos; feijoada portuguesa


Outro grande vinho da Quinta. Nuno Morais e a equipa estão de parabéns!!

Parabéns também a uma grande Senhora D. Graciete Monteiro pela sua atitude e perseverança.

 

2012, QUINTA DE VALE DE FORNOS "CABERNET", TEJO VINHO TINTO

Aspecto límpido, cor vermelha, densa ( a denotar alguma maceração pelicular, sendo as uvas mais maduras), lágrima persistente

Aroma limpo, jovem, intensidade mediana
Aroma jovem, notas de pimentos ligeiros, lembrando a casta, mas não muito intenso; aparece mais fruta, frutos vermelhos compotados, ameixas, amoras, notas especiadas evidentes e suave aroma a tosta, fumado, que enriquece.

Sabor rico, acidez presente, álcool, taninos firmes,  presentes, mas sem estar por cima dos sabores do vinho, frutado e especiado,. encorpado e final persistente.

Copo: Riedel Cabernet ou Schott Diva Bordeús

Iguarias: Borrego assado no forno com legumes da sua cozedura; bife Wellington com puré de batata doce e tiras finas de cenoura salteada; jardineira

Confesso que são vinhos que me dizem muito, visto que, nasci perto da Azambuja e acompanhei estes vinhos.
Não há dúvida que, a qualidade aumentou muito.

Aproveitem para experimentar a qualidade!