sexta-feira, 7 de junho de 2013

1957, Armazém de Almeirim - Vinho Abafado com Aguardente-

aspecto limpido, cor âmbar, lágrima presente
Aroma limpo, evoluido e intenso
Aromas terciários, de evolução bem evidentes, caramelo, toffee, algumas especiarias, tintura de iodo, mel
Sabor doce, acidez suave, alcool presente, taninos presentes, encorpado e final persistente e guloso.

Boa surpresa vinda de Almeirim.
A Zona do Tejo, sempre teve alguma tradição em Vinhos Abafados. Está demosntrado que a região tem potencial e riqueza ao nível destes vinhos.

Iguarias: sozinho ou com queijos de pasta dura, leite mistura ou cabra. Experimente com o queijo da Ilha , maturação de 9 meses, leite de vaca.

Copo: Riedel Sauvignon ou Schott Sensus

Obrigado, mais uma vez, Paulo Bento pela partilha.

Sem comentários: