segunda-feira, 26 de novembro de 2012

2009, Quinta das Murças Reserva, Douro by Esporão

aspecto limpido, cor granada, intensa, lágrima presente

Aroma limpo, jovem, intensidade média.

Aromas a fruta madura, frutos vermelhos compotados, cassis, amoras, notas especiadas, sendo envolvido pela madeira; madeira ainda presente, porcima do vinho, mas com oxigenação fica menos presente.

Sabor seco, acidez suave, alcool, taninos presentes, mas com qualidade, encorpado e final intenso e persistente

Iguarias: Carnes assadas no forno, cachaço com puré de batata doce, bife wellington com arroz de cogumelos

Copo: Riedel Syrah ou Schott Borgonha

Grande vinho a precisar de tempo...

Vinhos Espumantes

VINHOS ESPUMANTES, FRUTADOS DE BOLHA FINA E PERSISTENTE E VINHOS JOVENS, FRESCOS E ACÍDULOS






Comprar um vinho pelos aromas e sabores que ele contem!

A reputação do vinho , a garrafa, o seu preço têm tendência a influenciar a vossa escolha, mas muitas vezes não agradam ás vossas pupilas gustativas.

Por isso por que não comprar os vinhos pelas suas características em vez dos rótulos!!

Deixamos aqui algumas dicas para como escolher um espumante ou champanhe para a vossa refeição.





Os vinhos espumantes possuem, além das propriedades organolepticas, uma dimensão psicológica de prazer.

É um costume celebrar um dia selando com um espumante. É um costume que tem crescido ao longo dos tempos, sendo parte integrante da cultura ocidental.

Para poder apreciar os espumantes na sua plenitude, tem que se ter em conta a concorrência e a ocasião que se celebra: os convidados não se devem sentir desarmónicos e nem o anfitrião acusado de snobismo.

Por tradição o espumante serve-se dentro do menu como aperitivo. É muito apropriado para este fim pela sua qualidade de abrir o apetite.

Para este tipo de vinho as iguarias que pode ser mais fáceis de combinar são iguarias de confecção não muito elaborada, saladas de camarão, frango com molhos não muito quentes, mas sim frescos, do tipo maionese, molho de iogurte e molho de ketchup.

Para acompanhar uma refeição completa com espumante, esta deverá ter iguarias á base de saladas, peixes grelhados, carnes brancas e sobremesas que tenham algum doce para que possam contrastar com a frescura do vinho.

Se quiser prescindir dos aperitivos, deverá escolher um vinho espumante, cremoso e equilibrado, para evitar alguns males devido ao excesso de gás nalguns vinhos espumantes, não sendo por isso agresivo para o estomago.

Ao servir com aperitivos e entradas, estas devem ser à base de canapés, saladas (não muito compostas), azeitonas.

O importante é harmonizar o gosto dos convidados com as caracteristicas dos aperitivos e das bebidas e menus posteriores.

Alguns exemplos de bons espumantes protugueses são Quinta de Cabriz, Vertice, Murganheira, Quinta da Romeira, Quinta do Valdoeiro, Quinta do Ortigão, D.Helena, Monte Cascas Espumante, Esporão.
Bucela Espumante by Paulo Laureano.





quarta-feira, 7 de novembro de 2012

2011, Frei Gigante, Pico-Açores


aspecto límpido, cor amarela, lagrima suave
aroma limpo, jovem, intensidade média

aromas a fruta madura, frutos arvore, pessego, notas de ananas, notas minerais suaves com toque salgado.

sabor seco, acidez presente, frutado, mineral e ligeiro salgado ( muito suave),  corpo médio e final persistente

Iguarias: bacalhau assado na brasa com torricado, lapas grelhadas, bifes de atum grelhados com batata cozida e legumes salteados

Copo:Riedel Sauvignon ou Schott Ivento Branco

Bom vinho.
Experimentem!!!

2011, Terras de Lava, Pico-Açores Vinho Branco


aspecto límpido, cor amarela pálida, lágrima suave


aroma limpo, jovem, intensidade media


aroma a fruta madura, pêssego, fruta árvore, ananás


sabor seco, acidez suave, álcool, frutado, corpo magro e final agradável

Iguarias: Lapas grelhadas, peixe grelhado com legumes salteados; cherne sauté com feijoada de choco

Copo: Riedel Sauvignon ou Schott Branco Ivento

Bom vinho dos Açores. Nos últimos anos a qualidade dos vinhos brancos do Pico tem vindo a subir.

2010 , Marka, douro Vinho Branco

 12% alc.
gouveio, viosinho, moscatel galego

aspecto limpido, cor amarela suave, lagrima suave

aroma limpo, jovem, intensidade media


aromas frutados, frutos de arvore, laranja, ananas maduro, pessego


sabor seco, acidez suave, alcool suave, bom corpo, final presente e facil

Iguarias: Peixes grelhados com legumes salteados; bacalhau lascado com migas de grelos; bife de frango com arroz de legumes

Copo: Riedel Sauvignon ou Schott Diva Branco

2011 ,Contacto "Alvarinho" by Anselmo Mendes, Vinho Verde

 13% álcool 
Alvarinho
aspecto límpido, cor amarela, lágrima suave

aroma limpo, jovem, intenso

aromas a frutos de árvore, pêssego, fruta citrina, ananás verde, toranja, notas minerais, a lembrar maresia suave

sabor seco, acidez media, álcool suave, frutado, fruta citrina, mineral, corpo médio e final persistente

copo: riedel sauvignon ou schott bordéus

iguarias: bacalhau a lagareiro, bacalhau no forno, polvo estufado com legumes guisados, Cachaço de vitela com puré de aipo.

Bom vinhoi.
Exemplo que os vinhos da região dos vinhos verdes podem ter estrutura e durar algum tempo.

Aveleda, Douro


castas tradicionais do douro
12% alcool
aspecto limpido, cor amarela palida, lagrima suave
aroma limpo, jovem, intensidade media

aromas primários, frutado, frutos tropicais, maracuja, ananás maduro, notas florais ligeiras.
sabor seco, acidez media, álcool suave, frutado, fruta madura, corpo mediano, final agradável

copo riedel sauvignon ou schott bordéus

iguarias: salada césar  peixe grelhado com legumes cozidos, queijos de pasta mole, leite de vaca, bife de Perú com puré de batata.