segunda-feira, 11 de abril de 2011

JULIA KEMPER VINHO BRANCO 2009

aspecto limpido, cor amarela, lágrima presente Aroma limpo, jovem, intenso, fruta de árvore, damasco, fruta tropical a notar-se, ananás, maracujá, toque floral, flores brancas; Sabor seco, acidez presente, alcool presente, flavoue suave, frutado, fruta de arvore mais intensa, com nota minerais; encorpado, intenso, final longo e cativante. Bom vinho, a precisar de um copo grande, para oxigenar. Iguarias; bacalhau no forno, bacalhau assado na brasa com batata a murro; carnes vermelhas grelhadas, pizzas condimentadas; Ideal para um fim de tarde de Primavera a petiscar ou apenas para relaxar; Ideal para esplanada junto ao mar ou serra a contemplar a vista.....ou... Copo riedel Chardonnay ou Schott Diva Borgonha

DONA BERTA VINHAS VELHAS 2008 VINHO BRANCO

aspecto limpido, cor amarela, lágrima persistente. aroma limpo, jovem, intenso, marcado no primeiro impacto pela madeira, estando fechado de aromas; após oxigenação, aromas futados, frutos de árvore, pessêgo, damasco,com nuances minerais ligeiras, notas abaunilhadas, um toque de mel e tosta presente; sabor seco, acidez presente, alcool a notar-se, bom corpo, flavour presente, notas frutadas com toque de madeira presente, intenso, encorpado e final apetecível e persistente. A precisar de tempo, mas pode beber já; deve oxigenar o vinho: passar para um decanter ou colocar num copo grande e aberto para respirar Copo riedel Chardonnay ou Schott Diva Borgonha Iguarias: Peixe assado no forno à portuguesa; carnes vermelhas com chutneys de fruta tropical; magret de pato com gratã de batata; risottos de frutos do mar

sexta-feira, 8 de abril de 2011

GLOSSÁRIO DE VINHOS

Vinhos de:

  • Piscina Brancos agradáveis, frescos, pouco alcoólicos e suaves.

  • Esplanada Brancos Leve, frutado, de pouca graduação alcoólica, que combina bem com pequenos snacks.

  • Para comer Vinhos que devido á sua estrutura precisam de iguarias para que se possam apreciar e perceber a sua intensidade

  • Fim de tarde Brancos suaves e aromáticos que nos refrescam e amenizam a sensação de calor. Rosés de cor apelativa, frutados e elegantes

  • Para conviver Brancos aromáticos, sabores intensos que refrescam e convidam ao convívio; tintos que não têm taninos agressivos e que se degustam de uma forma agradável.

  • De um dia de Inverno Brancos com madeira, intensos de sabores, com estrutura e que nos provocam sensações quentes; tintos fortes, com estrutura e taninos com sabores complexos Brancos mascarados de tintos Brancos fermentados ou estagiados em madeira que têm estrutura e corpo

  • Tintos de almoço Vinhos frutados, com taninos suaves, fácil de beber, com pouco grau alcoólico

  • Brancos de Inverno Vinhos intensos de aromas, com alguma idade, envolventes e persistentes; agradáveis para iguarias fortes, assados, guisados.

  • Aperitivos Vinhos brancos, espumantes que despertam o apetite, acídulos e frutados que nos proporcionam suavidade e frescura. Boas escolhas para dias mais quentes

CASAL DA COELHEIRA 2010 BRANCO, TEJO

Aspecto limpido, amarelo pálido, com lágrima suave; aroma, limpo, jovem, frutado, aromas citrinos, ananás presente, maçã verde; sabor seco acidez presente, alcool, fruado, corpo mediano, final agradável. Bom vinho que associo a um vinho de Piscina, esplanada, final de tarde ou porque não de aperitivo. Saladas frias, peixe grelhado não muito gordo são boas opções Copo: Riedel Riesling Schott Wiesel Branco Diva Bom preço qualidade