sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

VINHOS GENEROSOS - COMBINAR COM SOBREMESAS E CAFÉS FINALIZANDO UM MOMENTO ÚNICO-

Vinhos Generosos:
Ideias para rentabilizar os vinhos generosos no nosso restaurante.
Os vinhos Generosos, Vinho do Porto, Madeira, Moscatel de Setúbal e Carcavelos, fazem parte do nosso património. Temos que os ter, mas muitas vezes não os rentabilizamos da melhor maneira.
Vamos deixar algumas ideias para que possam colocar em pratica, na procura de um melhor aproveitamento, bem como, de uma melhor oferta ao cliente.

Os vinhos generosos são excelentes para finalizar a refeição. Como tal, podemos utilizá-los como vinho de sobremesa ou digestivo.

Combinar vinhos generosos e sobremesas
Desde sempre que os vinhos generosos, tomam um papel importante na nossa restauração. Por vezes aos clientes habituais, podemos oferecer um copo de vinho do Porto ou outro qualquer como forma de agradecimento por ser nosso cliente ou por que já existe uma amizade. Por outro podemos oferecer a clientes, que visitam o restaurante pela primeira vez, como forma de agradecer a sua vinda.
Penso que seja uma óptima ideia para presentear os nossos convivas. Além disso os vinhos generosos não chegam aos clientes. Claro que existem excepções, mas não são comuns.
Por isso a sugestão de vinhos generosos com sobremesas poderá ser aliciante, tanto para o restaurante como para o cliente.
Faça uma selecção dos vinhos que tem, vinho do Porto tawny, os data de colheita, os datados ( 10,20 ou 30 anos), ou os rubies, LBV ou Reservas Ruby. Procure os Madeira, Moscatel de Setúbal e Carcavelos.
Para todos eles a temperatura tem um papel fundamental para a riqueza da combinação. Deve servir os vinhos a uma temperatura de 10/12º. Sente-se menos álcool e a doçura é camuflada pela temperatura baixa.

Para sobremesas à base de:
chocolate, cacau, os Vinhos do Porto LBV e Ruby são boas opções para a harmonização.
Ovos, Pão de Ló, pudim de ovos, Vinhos da Madeira 5 anos com aromas mais intensos, frutos secos, caramelo podem ser agradáveis, visto que contêm também alguma acidez devido ao Terroir. O Vinho de Carcavelos também pode ser uma surpresa nas combinações.

Doçaria Convental ou doçaria regional, não são fáceis as escolhas, devido à quantidade de açúcar, mas poderá escolhe um vinho do Porto com indicação de idade, 10anos, com aromas a frutos secos, caramelo, mas que ainda têm alguma juventude. O Vinho da Madeira pode ser uma escolha correcta, também , devido à sua frescura característica.

Cheesecakes, gelados, a opção pode recair para Moscatéis ou Vinho do Porto Ruby, jovens.

Cheesecakes de frutos vermelhos, a escola recai para o Vinho do Porto Ruby, pois as intensidades aromáticas e gustativas são semelhantes; para cheesecakes de manga, frutos secos, podemos aconselhar o Moscatel de Setúbal.

Gelados e frutas, o Moscatel de Setúbal, devido à sua exuberância aromática e gustativa é uma escolha acertada para combinar com este tipo de sobremesas. ferece um sensação exótica ao conjunto.

Queijos, nesta altura do ano, podem ser agradáveis, tendo como parceiro os vinhos generosos. Queijo de pasta mole, Vinhos do Porto jovens, Rubies, ou Vinho da Madeira. Queijo de pasta dura, Os Vinho do Porto tawnies e Carcavelos podem ser opções válidas.

Combinar vinhos generosos com cafés
Os cafés, por serem tomados no fim da refeição, podem incluir uma sugestão de vinhos generosos.
Em vez de colocar açúcar no café, procure o doce da bebida.
Cafés mais intensos, com maior percentagem de robusta, são escolhas acertadas para vinhos generosos com estrutura, mais novos, por exemplo vinho do Porto Ruby Reserve. Estes vinhos ostentam taninos, que dão estrutura e rivalizam ( no bom sentido) com a estrutura do café.
Cafés intensos, mas elegantes, de sabor envolvente, escolha vinhos do Porto tawnies, com uma maior intensidade de sabores, mel, caramelo, passas.
Cafés suaves, elegantes, são uma óptima companhia para aguardentes vínicas portuguesas. A exuberância de aromas a caramelo aliadas ao álcool fornecem ao conjunto uma sensação rica e volumosa.

Sem comentários: