sexta-feira, 30 de abril de 2010

Concurso Mundial de Sommeliers


Por infelicidade de um amigo, fui representar Portugal ao concurso de Sommeliers que ocorreu no Chile nos dias 11 até 17 de Abril.

Recebi a noticia com alguma apreensão, contente claro, mas triste por ter sido de uma maneira diferente. Caro Bruno as melhoras.

Antes de Continuar quero agradecer à Associação de Escanções pelo apoio. Ao Sr. Miranda e Sr.Santos Mota, optimas companhias e grandes conhecedores de vinhos.

Em relação à viagem e concurso propriamente dito, devo dizer que me senti um pouco nervoso, pois sentia que não estava preparado e para mim isso tira-me do sério. Gosto de jogar pelo seguro e fazer um exame sem estudar é complicado. Mas aceitei e ...

Chegamos no Sabado. Domingo uma visia a Montes e Clos Apalta. Grandes vinhos, grande recepção e acima de tudo um bom convívio. Provamos vinhos excelentes, até um de 201o acabado de ser produzido.

A preparação teórica, se pudermos falar assim, decorreu nos trajectos entre vinicolas. Mas apenas para relembrar alguma coisa, pois estudar em cima o joelho vale o que vale.


No dia do exame, não posso deixar de referir que estava um pouco apreensivo, nervoso e cai na realidade que estava a representar um país cheio de tradições vinicas.. e agora? como faço? Tentei acima de tudo estar calmo e pensar que estava lá para crescer como homem, aprender o máximo e tentar retirar algo de positivo, como me aconselhou o mestre João Pires. Foi o que fiz..

O exame escrito foi muito dificil, apesar de pouco estudo, mas acho que com estudo também era difícil. Estamos a falar dos melhores do mundo...

A avaliação prática, degustação e dizer as bebidas que se apresentavam foram mais fáceis.

A parte prática, depois do almoço, foi um serviço de vinhos em que o vinho era servido em cesto. 2 minutos e meio para o serviço. Quase consegui acabar... poucos conseguiram...


Em relação aos exames foi isto que aconteceu.

Nos outros dias, foram passados a visitar adegas e a provar vinhos.

Obrigado pelo apoio que me transmitiram.

Obrigado ao Prof.Mário Louro que me abriu as portas e acreditou em mim.

Ao João Pires, pois os seus ensinamentos fizeram-me crescer e o seu apoio é grandioso.

Obrigado à Asociação de Escanções. Apesar de não estar muito presente, vou tentar dar um apoio mais visível e presente.