terça-feira, 12 de outubro de 2010

1991, Santos Jorge Herdade dos Machados, Reserva Periquita

Provei este vinho num 1º dia do curso que estou a dar na ESHTE, através do CESTUR.
Grande surpresa!!! Obrigado Carlos Jorge pela garrafa.

Aspecto limpido, cor castanha alaranjada; lágrima persistente;
aroma limpo, muito desenvolvido, com intensidade;
aromas terciários, madeira velha, tosta, frutos secos, passa, um pouco de bafio, mas ligeiro a fazer lembrar madeira velha húmida.
Sabor seco, corpo mediano, notas de madeira e fruta passa, oxidação evidente, taninos suaves, mas ainda com presença, alcool suave, final mediano, e complexidade ligeira.

Boa surpresa, com alguma estrutura. Pode acompanhar com queijos de pasta dura, leite mistura.
Pratos de carnes não muito condimentadas.

Um "periquita" alentejano, cheio de alma, riqueza e um envelhecimento correcto.

1 comentário:

Adega dos Leigos disse...

Também gostei bastante deste vinho. Quando o vi a ir para o copo, fiquei reticente, mas depois, depois foi um todo feliz.