domingo, 22 de novembro de 2009

NESPRESSO- HARMONIZAÇÕES COM SOBREMESAS



Não é só de vinho que se faz o trabalho de um sommelier. Devemos ter conhecimentos de vinhos, águas, espirituosos e café.


Sim café, pois é a bebida que normalmente finaliza uma refeição, seja ao almoço ou ao jantar.


O café na cultura dos portugueses é algo de muito importante. Quem não pediu já um café e um salgado, ou café e pastel de nata ou café e um bolo? Mas se voltarmos para a refeição, o café poderá harmonizar bem com sobremesas, tendo em conta a estrutura da sobremesa.


Quando temos reeições intensas, isto é, onde as iguarias apresentam sabores intensos, devemos pedir um café com essas caracteristicas para que o sabor do café seja perceptivel e agradavel. Quem já não bebeu café depois de pratos algo pesados, de confecção forte e teve que beber 2 ou 3 cafés pois o primeiro não soube bem?


Por isso a NESPRESSO, desenvolveu um conceito assente duma carta de cafés com as suas caracteristicas, para que ajude o cliente....


Provem um café com sobremesas ou até com alguma bebida......
Estejam atentos...
Até à próxima...

Chateau Mouton Rothschild, Pauillac, Bordeús-França


Vinho de grande qualidade, que se apresenta ainda jovem, necessitando de tempo para explodir.
Aspecto Limpido, cor rubi com nuances vermelhas.
Aroma intenso mas ainda fechado, precisando de respirar num copo grande ou até mesmo num decanter, se for para consumir agora.
Sabor a fruta do bosque suave, toque de especiarias, mineral, cogumelos, pimentos, terra molhada. A madeira bem presente a enriquecer o conjunto.
Sabor seco, fresco, alcool médio, frutado/especiado, taninos presentes, sumarentos, encporpado, boa intensidade de flavourn e final guloso e persistente.
Paa guardar.
Temperatura de serviço: 16-18ºc
Preço: acima de 500 euros

VINHO DE CARCAVELOS


vinho de Carcavelos.
Talvez poucos o conheçam, muito por culpa da cultura do betão, que fez com que vinhas em Carcavelos e arredores se transformassem em prédios..
Este vinho foi dos primeiros a ser oferecido aos paises estrangeiros, pela do GRANDE Marquês de Pombal, no reinado de D.José I.
Actualmente, é produzido em Oeiras ( o que faz a Junta de Carcavelos para reavivar a memória do seu vinho? Nada), em Caparide na Quinta do Seminagro e Quinta dos Pesos.
É um vinho Generoso, com graduação alcoolica acima dos 17ºC.
Apresenta-se com alguma idade no mercado, mas com uma qualidade impar. Aromas a frutos secos, caramelo, mel, especiarias vindas da madeira.
Agradável para uma oferta de Natal, podendo ser oferecido com os famosos bolos secos de Cascais, areias.
Sabor doce, com alguma frescura, rico de sabores, entusiasmante com final guloso.
Uma agradável surpresa que a um preço simpático. Podem compra-lo ma Loja da Junqueira, em Carcavelos ou aos Sabádos na Quinta de Caparide, junto ao Seminagro.
Aconselho as marcas Quinta da Ribeira de Caparide e Quinta dos Pesos.
Boas degustações.
Não deixem morrer este vinho, pois é o nosso cartão de visita do Concelho de Cascais..