terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Tapada dos Coelheiros 2000


Bebi este vinho no Natal.

Aspecto limpido, cor rubi com nuances acastanhadas; intensidade do aroma inicial é suave, mas com o tempo o vinho vai abrindo;

Após o vinho "respirar" iniciei a prova; Das castas aragonês, alicante bouschet e cabernet sauvignon apresenta aromas intensos, frutos vermelhos passa, figo, ameixa seca, toque de pimentos, mas ligeiro, especiado, pimenta, madeira bem presente, mas sem estar por cima da estrutura do vinho.
Sabor seco, acidulo presente(apesar da idade), alcool presente, especiado mais intenso no sabor, corpo mediano, taninos presentes, sumarentos (boa madeira), intensidade mediana, final persistente.
Vinho que ainda se encontra com estrutura. Acompanha iguarias com algum condimento, pratos de caça de penas, estufados.

Sem comentários: