quinta-feira, 8 de março de 2007

PROVA DE VINHOS

VINHO ALENTEJANO
ALTAS QUINTAS - TIPO- TINTO
CARACTERÍSTICA- ENCORPADO, VOLUMOSO E ESPECIADO

Temperatura de serviço: 14ºC Temperatura de consumo: 16ºC

Aspecto:
limpido, com lágrima persistente
Disco:
curto
Cor:
granada com nuances vermelhas
Aroma:
fruta vermelha madura, quase compota, groselhas, amoras, mirtilhos com madeira a enriquecer
Sabor:
macio, ligeiro acídulo, adstringência bem estruturada, com taninos arredondados, corpo gordo e final entusiasta
P.A.I
8/9 caudalies
Iguarias:
pratos condimentados à base de carnes vermelhas, peixes no forno bem estruturados

Copo Usado:
Siza Vieira
ONDE COMPRAR:
Garrafeira VinoDivino; Corte Inglés

terça-feira, 6 de março de 2007

PROVAS DE VINHOS

AO AVALIAR OS VINHOS PROPOSTOS, NÃO VOU DIZER QUE ESTE É MELHOR QUE O OUTRO, MAS FAZER UMA AVALIAÇÃO DE ACORDO COM ESTES PARÂMETROS:
ASPECTO-COR-AROMA-SABOR-P.A.I- IGUARIAS- TEMPERATURA DE SERVIÇO- TEMPERATURA DE CONSUMO-COPO USADO NA DEGUSTAÇÃO


  • BAJANCA
REGIÃO: DOURO ANO: 2004 Tipo: vinho tinto-Característica: jovem, frutado e guloso

Temperatura de serviço: 14ºC temperatura de consumo: 16ºC

Aspecto:
limpido, com lágrima persistente e disco médio
Cor:
granada, cor de ameixa preta
Aroma:
fruta vermelha bem presente, ameixa, groselha, framboesa com madeira a enriquecer o conjunto;
Sabor:
ligeiro melado, acidez presente, logo acídulo, frutado, adstringência presente, com taninos algo agressivos mas que lhe dão corpo e estrutura forte, final de boca persistente e guloso;
P.A.I:
7/8 caudalies (mede-se entre 1 e 14 nos vinhos tintos)
Iguarias:
carnes vermelhas ligeiramente condimentadas grelhadas; peixes no forno ; carnes brancas recheadas com alheiras;
COPO USADO:
copo de prova SIZA VIEIRA
onde encontrar este vinho: Restaurante Alma Lusa em Linda-a-Velha

Quinta do Ferrão
Beiras - ano : 2003 casta: Chardonnay - tipo: Vinho Branco
Característica: volumoso, envolvente e robusto

Temperatura de serviço: 8ºC Temperatura de Consumo e melhor degustação: 14ºC

Aspecto:
limpido, com lágrima algo persistente
Cor:
amarelo torrado, dando a entender uma maceração mais prolongada e alguma madeira
Aroma:
ligeira fruta seca, nozes, algum mel, amnteigado e baunilha da madeira
Sabor:
melado, ligeira acidez, frutado tenue, corpo algo gordo e final curto;
este vinho quando acompanhou a iguaria principal, evoluiu muito bem, ficando mais encorpado e estruturado sendo uma agradável surpresa; acompanhou com lombinhois de porco preto e açorda de coentros;
P.A.I:
4/5 caudalies ( para vinhos branco mede-se entre 1 e 8 )
onde encontrar: Garrafeira Corpo e Alma, Beloura -Sintra
copo Siza Vieira

CONVENTO DA TOMINA ALENTEJO 2005
Tipo- vinho tinto Característica: jovem, frutado e envolvente

temperatura de serviço: 14ºC temperatura de consumo: 16ºC
aspecto:
limpido com lágrima persistente
cor:
violeta com nuances vermelhas
aroma:
suave, frutado, fruta vermelha, groselha, amoras, morangos
sabor:
intenso, acídulo, com adstringência algo intensa,fruta a notar-se, com corpo estruturado e final mediano
P.A.I.:
7/8 caudalies
iguarias:
iguarias à base de carnes vermelhas grelhadas, não muito condimentadas, peixes grelhados com o vinho a uma temperatura de 14ºC de consumo, contrastando a untuosidade do peixe com o acidulo e frescura do vinho
COPO USADO:
copo siza Vieira
onde comprar e degustar:
Restaurante-Solar dos Nunes; Alma Lusa; O Ganhão; Melting Pot;
Garrafeiras- Corpo e Alma; VinoDivino; Corte Inglés; La Casta


VINHO " ALTAS QUINTAS" ALTAS DEGUSTAÇÕES

O VINHO “ALTAS QUINTAS”
ALTAS DEGUSTAÇÕES

Dos campos do Alentejo chega-nos um produtor de vinhos com uma visão totalmente diferente do até aqui mostrado nessa região: a perseguição do seu sonho. Sonho esse de elaborar o melhor vinho Alentejo.
O dono do sonho de seu nome João Lourenço acreditou que era possível no Alentejo terra bafejada com grandes vinhos de conseguir o tal vinho que irá fazer com toda a certeza a diferença pela qualidade e por ser um vinho que não tem qualidades que fazem com que se note à primeira ser um vinho alentejano.
Produzido com vinhas plantadas na Serra de S. Mamede, num planalto com dois quilómetros de extensão, a 600 metros de altitude, em pleno Alentejo, este vinho foi concebido para ser de grande qualidade e marcar a diferença entre os vinhos provenientes desta região.
Com a ajuda do conceituado enólogo Paulo Laureano, o Sr. João Lourenço conseguiu dar início ao seu almejado sonho de alcançar um vinho diferente e portentoso ao nível da qualidade.
A área de vinha ocupa 48 hectares, “dos quais estão em produção apenas 22”, com castas como a Trincadeira e o Aragonez, nos encepamentos tintos, complementadas com percentagens menores de outras castas tais como a Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Alfrocheiro e Shyraz.

Para o mercado depois de muito cuidado na elaboração dos vinhos, sai ALTAS QUINTAS 2004 COLHEITA, um vinho bem diferente daqueles que se faziam até então.
Um vinho com uma cor carregada de juventude, aromas frutados intensos com um casamento perfeito com madeira a realçar. Sabores fortes, acidulo e frutado com uma persistência que o faz terminar guloso.
Mais tarde, depois de uma fantástica campanha de marketing no mercado nacional com a divulgação do vinho de forma distinta “forneceu” cursos de iniciação à prova para os seus clientes.
Encontramos nesta altura no mercado mais um vinho, acima da qualidade do alterior, com um nome igual, mas RESERVA, ALTAS QUINTAS RESERVA 2004. Este vinho tem uma componente mais estruturada, aromas mais intensos e sabores mais audaciosos.
Mas este produtor reserva-nos mais algumas surpresas que deverão sair entretanto.
Porque que não experimentar um vinho diferente de qualidade superior do nosso Alentejo para que os nossos sabores evoluam também.
Já agora este produtor ganhou o prémio de PRODUTOR DO ANO 2006, Revista de Vinhos.Bem hajam aqueles que procuram elaborar o melhor vinho de sempre!!!